Ana Caridade Professora , psicoterapeuta, narradora oral e professora de Hatha Yoga

É Narradora Oral formada por Clara Haddad, tendo tido encontros de partilha e formação com vários Narradores Orais nacionais e internacionais. Pertence à organização do Encontro Internacional de Narração Oral “Um Porto de Contos” e é formadora e criadora de projetos na Escola de Narração Oral Itinerante.

Conto o que se Conta… um projeto que iniciou em Novembro de 2011… um sonho de partilhar entre jovens a arte ancestral de contar histórias. Jovens narradores mergulham na experiência de contar e encantar. Um projeto de intervenção social, de investigação de tradição oral fundindo diferentes culturas e formação de jovens narradores. Criado e coordenado pela investigadora e narradora Ana Caridade, é realizado com o apoio da Escola de Narração e conta com a participação da ilustradora Silvia Teixeira e a narradora Clara Haddad; na Póvoa de Lanhoso com a Escola Secundária da Póvoa de Lanhoso e Câmara Municipal da Póvoa de Lanhoso; em Cabo Verde com o Instituto Camões /Centro Cultural Português e Casa Café Mindelo e em Cabeceiras de Basto com CTCMCB e EMUNIBASTO, E.E.M.

Escola de Narração Oral Itinerante com Clara Haddad

Pioneiro a nível nacional a «escola de narração oral » é um projeto itinerante com «sede» no Porto-Portugal, ainda que com sua itinerância tenha abrangência no centro e no sul do país e exterior.

A« Escola de Narração Oral» pretende ser o maior centro de execução e prática deste ofício honrado. Todos os cursos sobre contar histórias são ministrados em português e em algumas ocasiões em espanhol, francês ou inglês (com tradução). Uma ideia original da narradora Clara Haddad.
Esta é uma «escola» não convencional que se caracteriza por sua itinerância , o intercâmbio com espaços/escolas no exterior e com narradores de renome nacional e internacional.
Sua proposta formativa assenta na diversidade, qualidade e experiência de 16 anos de sua fundadora na área artística sendo 11 deles dedicados à narração oral.

Destinos cruzados com Maíra Ribeiro.

Tendo como base o conto “O Castelo dos Destinos Cruzados” de Itálo Calvino, cinco mulheres, cujo os seus destinos se cruzam, formam um círculo aonde se partilham e investigam histórias de vidas. O processo terá a duração de 9 meses, período de conceção e gestação. Serão promovidos encontros abertos para mulheres, servindo de momentos de partilha através de técnicas de expressão artística para a recolha de vivências com as interpretes do projeto. Recorrendo às histórias de vida, as cinco mentoras recriam um conto para ser apresentado no final do processo em forma de espetáculo. O espetáculo é uma mescla de várias expressões artísticas (dança, canto, música, expressão plástica, narração oral).

Iara, na Floresta dos Contrários

Iara, na Floresta dos Contrários, é um projeto de Educação Artística que recorre a diferentes expressões artísticas, em especial à dança, como plataforma de exploração dos vários sentidos. Possui um carácter de instalação que se fundamenta na ideia de metamorfosear um espaço arquitectónico reinventando e transformando num espaço pedagógico de exploração e estímulo sensorial. Ao longo de um percurso previamente definido, os participantes serão conduzidos a diferentes espaços dedicados especificamente a um dos sentidos e, através de um conjunto de actividades no domínio sensorial, comunicacional e expressivo nas quais estão presentes o lúdico, o jogo, a brincadeira e a fantasia, terão oportunidade de interagir com as características de um espaço transformado e responder a diferentes estímulos sensoriais e propostas concretas.

Celofane com Vera Barroso Lima

“Celofane” obra de teatro narrativo onde a narradora Ana Caridade mescla linguagens: teatro , narração oral e música. Baseado em contos tradicionais vamos ser conduzidos a um bosque.. e nele vamos ouvir o ritmo do tambor… como o bater do coração que dá ritmo a vida… Uma apresentação permeada por cânticos milenares e que nos leva a uma viagem por mundos desconhecidos…ou quem sabe por mundos que temos que ver com” olhos de ver” para perceber sentimentos que estão perto de nós.

Participou em diversas sessões partilhadas na “Sexta dos Contos” (Tertúlia Castelense) e “Maratonas de Contos” na livraria SaltaFolhinhas.

Investigadora apaixonada pelo Ser Humano fundindo crescimento pessoal, contos e expressões artísticas.